domingo, 2 de setembro de 2012

Nova página

Cheira a fim de festa. As cortinas descem sobre o palco, e os ventos da mudança sopram anunciando uma nova etapa.
Sabe a desconhecido, há borboletas na barriga e expetativas a preencher.
Serenamente, os rios continuam a correr, as marés a mudar, o sol a nascer e a pôr-se.
Cada ciclo flui, e do seu fluir se constrói a vida.

2 comentários:

  1. Ai ai...os recomeços podem ser tão bons ^^ e "fluem" tão bem :D

    ResponderEliminar

Obrigada por enriqueceres o meu petisco com as tuas deliciosas palavras...
Se, por qualquer motivo técnico, não conseguires publicar aqui o teu comentário, envia-o para petiscosdeletras@gmail.com