sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

País (ir)real

Era uma vez um país.
Os seus nativos eram pessoas criativas e com sentido de humor. Quando se empenhavam, tinham uma grande capacidade de trabalho, e simpatia natural.
O país tinha um clima ameno e era rico em beleza e diversidade paisagísticas.
A gastronomia – soberba! Produtos da terra confecionados à maneira tradicional, generosamente regados com bom vinho.
Certo dia, porém, instalou-se a nuvem negra do pessimismo. Os maus hábitos, a resistência à mudança e a acomodação paralisaram esse país.
Contornavam a realidade acreditando na possibilidade de um milagre.
Esqueciam-se de quem eram e do que eram capazes.
(…)
NOTA: (ver comentário abaixo)

1 comentário:

  1. (…) O fim da história será escrito por cada um de nós!

    ResponderEliminar

Obrigada por enriqueceres o meu petisco com as tuas deliciosas palavras...
Se, por qualquer motivo técnico, não conseguires publicar aqui o teu comentário, envia-o para petiscosdeletras@gmail.com