sábado, 13 de outubro de 2012

O peixe das princesas

Talvez este seja o primeiro conto de fadas culinário da história dos contos de fadas, ou talvez apenas uma “salada russa” de pequenas memórias… Veremos o que sai!
Era uma vez uma menina que não gostava de salmão. Provava uma e outra vez, e não havia forma de apreciar o seu sabor intenso.
Essa menina era muito sonhadora, e adorava histórias de castelos, bravos príncipes a cavalo e belas princesas de longos cabelos louros. Talvez por isso, cedo se tenha enamorado pela Inglaterra, suas lendas e tradições.
Com entusiamo, a menina sonhadora seguiu o casamento da bela princesa Diana – uma princesa real! – na televisão, e, com o passar dos tempos, viu crescer o seu sonho de conhecer Londres.
O sonho veio a tornar-se realidade, e quis o destino que, num pequeno restaurante em Knightsbridge, o salmão grelhado se lhe revelasse um prato saboroso a repetir!
Desde então, essa menina – já feita mulher – adora fazer salmão grelhado, temperado com sal e alecrim.
Passaram-se os anos e, hoje, uma vez mais, quer o destino que as histórias do salmão e das princesas se entrecruzem, quando a nossa menina que não gostava de salmão diz a uma outra menina, como ela sonhadora, que o salmão é o peixe das princesas, devido à sua cor.
E assim a pequena o saboreia, deliciando-se com o seu sabor e a magia imortal da fantasia.

2 comentários:

  1. Eu acho que conheço as duas princesas...uma é loura, a outra é morena! (já cantava o outro!!!).

    Será que a pequenina loura também se vai apaixonar por Londres?

    Até já, S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que sim! Puxa à mãe e à tia S ;)

      Eliminar

Obrigada por enriqueceres o meu petisco com as tuas deliciosas palavras...
Se, por qualquer motivo técnico, não conseguires publicar aqui o teu comentário, envia-o para petiscosdeletras@gmail.com